TRABALHO ESCRAVO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE E OS DIREITOS DA PERSONALIDADE

Gláucia Cristina Ferreira, Ivan Dias da Motta

Resumo


O presente trabalho procurou explorar a atividade de trabalho na vida da criança e do adolescente, no qual considerado escravo, por ser contra os princípios do seu crescimento e desenvolvimento saudável. Lembrando que os direitos da criança e do adolescente como seres humanos são inseridos na sociedade com tratativas dignas dada a todo ser humano. Ressalvado as hipóteses de trabalho escravo e como se dá sua inserção à sociedade, foi explorando os direitos da criança e do adolescente frente ao Estatuto da Criança e do Adolescente, amparados pela Lei Maior, a Constituição Federal de 1988. Trazendo desde a antiguidade o porquê dos abusos e suas consequência nos dias atuais. Levados pela culpa ou inocência de apenas de uma criança ou adolescente, seguem caminhos não traçados por eles, mas por quem está afrente de sua vida. E, como essa realidade ainda existe no Brasil.

Texto completo:

209 - 241

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Pensamento Jurídico