A COMUNIDADE POLÍTICA: O INFERNO SÃO OS OUTROS?

Giancarla Brunetto

Resumo


ESTE ARTIGO TECE  CONSIDERAÇÕES CRÍTICAS SOBRE A CONSTITUIÇÃO DE UMA COMUNIDADE POLÍTICA A PARTIR DOS QUE SÃO CONSIDERADOS NATURALMENTE MEMBROS E OS QUE SÃO EXCLUÍDOS COM BASE NA INCLUSÃO COMO “NÃO-MEMBROS”: MIGRANTES, TRABALHADORES-HÓSPEDES, REFUGIADOS, APÁTRIDAS. ABORDA NA PERSPECTIVA DOS DIREITOS HUMANOS OS IMPACTOS DA CRISE DAS MIGRAÇÕES NA EUROPA OCIDENTAL E DOS FANATISMOS RELIGIOSOS COMO FORMA DE MANIFESTAÇÃO POLÍTICA. BUSCA MOSTRAR COM REFERENCIAIS TEÓRICOS EM OBRAS DE WALZER, MAALOUF, OZ E ZIZEK QUE NESTAS SITUAÇÕES EXISTEM ELEMENTOS COMUNS  SENDO CADA VEZ MAIS RETROALIMENTADOS PELAS COMUNIDADES POLÍTICAS NOS ESTADOS CONTEMPORÂNEOS./

Texto completo:

249 - 265

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Pensamento Jurídico